Páginas

22 março, 2009

Mars Installer - Seção Grupos e Scripts (Parte 4)

Agora chegou a hora da ação de verdade. Na parte 3, foi mostrado como traduzir o Mars Installer. Agora vamos ver os grupos e os scripts.

Mars Installer
  • Name1: nome do grupo se a Language1 estiver selecionada (ex.: Media);
  • Name2: nome do grupo se a Language2 estiver selecionada (e por aí vai... depende da quantidade de Languages existentes);
  • Root: outra opção super interessante - permite que vc defina qual a variável %ROOTC% para o grupo atual, assim vc pode organizar seus scripts em uma pasta e quando precisar usá-los nos scripts, basta referenciar pelo %ROOTC% (ex.: Root=%ROOT%\Media\)
  • Collapsed: grupo aparece recolhido como padrão (0-desativado, 1-ativado);
  • Checkbox: exibe o checkbox para selecionar o grupo inteiro a executar (0 - desativado, 1-ativado);
  • Icon: permite selecionar um ícone interno ao frontend para representar o grupo (veja na parte 5);
Abaixo segue um exemplo das minhas configurações:
[Category1]
Name1=Imagens
Root=%ROOT%\Imagens\
Checkbox=1
Icon=8

[Category2]
Name1=Media
Root=%ROOT%\Media\
Checkbox=1
Icon=3
E, finalmente, os scripts:
  • Name: título do script (aparecerá do mesmo jeito em todas as Languages);
  • Desc1: pequena descrição para a [Language1] (use 'Desc1=' se não houver Languages definidas ou somente uma definida);
  • Desc2: pequena descrição para a [Language2] e por aí vai...
  • URL: exibe um ícone com um link para um site na internet
  • Radio: permite a criação de um radio box (seleção mutuamente exclusiva), definidas por grupos (ex.: Radio=2 - todos os scripts que tiverem essa linha serão mutuamente exclusivos - somente um deles poderá ser selecionado por vez);
  • Category: a qual grupo o script pertence;
  • Default: script aparecerá selecionado como padrão;
  • Visible: script será exibido na lista de seleção para o usuário (ele pode ser invisível ao usuário, mas se Default=1 será executado junto com os demais);
  • Enabled: permite que o usuário selecione o script (0-desativado, 1-ativado);
  • Icon: permite selecionar um ícone interno ao frontend para representar o script (veja na parte 5)
  • Folder: define a variável %FOLDER% para apontar a uma determinada pasta (ex.: Folder=%ROOTC%\Irfanview);
  • Run1: primeira linha de comando a executar - quando for nomes extensos, coloque sempre entre aspas duplas (ex.: Run1="%Folder%\iview420_setup.exe" /silent /desktop=0 /group=1 /allusers=1 assocallusers=1);
  • Run2: segunda linha de comando a executar (ex.: Run2="%Folder%\irfanview_plugins_420_setup.exe" /silent);
  • Run3: olha a sacada - podemos usar a Language1 selecionada assim: (ex.: Run3=|lng1|'copy "%Folder%\vendas\i_view32.ini" "%PROGRAMFILES%\IrfanView\" /y');
  • Run4: se a Language2 estiver selecionada, então a linha anterior não será executada, mas essa será: (ex.: Run4=|lng2|'copy "%Folder%\pessoal\i_view32.ini" "%PROGRAMFILES%\IrfanView\" /y');
Viram só como é poderoso o recurso do Language? Eu apenas copiei um arquivo .INI do Irfanview, mas poderia fazer outras coisas, como configurar um IP no Registro do Windows para acesso a um determinado servidor etc. As possibilidades são inúmeras com poucas linhas de configuração. Exemplo do meu arquivo de configuração:
[1]

Name=IrfanView 4.20
Desc1=
URL=http://www.irfanview.com/
Category=1
Default=1
Visible=1
Enabled=1
Icon=8
Folder=%ROOTC%\IrfanView
Run1="%Folder%\iview420_setup.exe" /silent /desktop=0 /group=1 /allusers=1 /assocallusers=1
Run2="%Folder%\irfanview_plugins_420_setup.exe" /silent
Run3=|lng1|'copy "%Folder%\vendas\i_view32.ini" "%PROGRAMFILES%\IrfanView\" /y'
Run4=|lng2|'copy "%Folder%\pessoal\i_view32.ini" "%PROGRAMFILES%\IrfanView\" /y'


[2]

Name=Codecs
Desc1=
URL=http://www.free-codecs.com
Category=2
Default=1
Visible=1
Enabled=1
Icon=21
Folder=%ROOTC%\Codecs
Run1='"%FOLDER%\klmcodec434.exe" /verysilent /norestart /LoadInf="%FOLDER%\klmcp.ini"'
Antes de todo script, tem que ter um número sequencial (aquele [1] e [2] que aparecem). Como já disse anteriormente, configurar o Installer é a parte fácil. Saber qual a linha de comando para instalação silenciosa é que é o difícil.. Na parte 5 e final mostrarei algumas informações úteis e, aos poucos, alguns comandos para instalação silenciosa de alguns aplicativos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...