Páginas

29 maio, 2010

Mude o Idioma do Windows 7 / Vista

Comprou um notebook e ele veio com Windows Vista/7 em outro idioma? Isso pode ser resolvido facilmente com o Vistalizator!

Eu quero meu Windows Verde e Amarelo!

O Vistalizator é um programa que permite mudar o idioma do Windows Vista/7 em qualquer versão. Para quem não sabe, desde o lançamento do Windows Vista, pode-se mudar o idioma original de instalação do sistema para um dos pacotes MUI disponibilizados pela Microsoft sem precisar reinstalar o SO.

Antigamente no Windows XP era necessário reinstalar o SO para poder vê-lo em outro idioma. Claro que a Microsoft não entrega um recurso assim tão fácil - somente as versões Enterprise e Ultimate disponibilizam o recurso nativo de mudança de idioma.

No entanto, o Vistalizator permite fazê-lo em poucos minutos, utilizando qualquer versão do Windows.

Procedimento:
  1. Baixe o Vistalizator para o seu micro e coloque em qualquer pasta;
  2. Baixe o Language Pack conforme o SO instalado. No site do procedimento existe uma lista para facilitar;
  3. Execute o Vistalizator e clique em Add languages;


  4. Localize o Language Pack que você baixou;


  5. Será verificada a integridade do arquivo e a janela abaixo será exibida para mudar algumas opções (No meu caso, eu mudei para o modo Internal e funcionou só o creme!). Clique em Install language;


  6. Aguarde até a instalação terminar;
  7. Ao final da instalação, o programa perguntará se deseja mudar para o idioma incluído. Clique em Yes. O Windows será reiniciado com o novo idioma!

Fonte:

Ricardo Martins - Altere o idioma do Windows 7 e Vista (Qualquer Versão)

01 maio, 2010

Robocopy - Excelente Ferramenta de Backup

Uma das dificuldades crescentes desde o início da era dos PCs refere-se à organização/backup dos arquivos. Uma simples consulta aos leitores, realizada pelo Augusto, no Efetividade.net, revela que as inúmeras técnicas, aliada a várias ferramentas ainda são muito pessoais e variam conforme o gosto do seus usuários.

Esse resultado é compreensível, principalmente se lembrarmos que nem todos trabalham da mesma maneira. No entanto, pude perceber que muitos fazem backup dos seus arquivos (o que já é excelente, pois demonstra responsabilidade e conscientização - conheço pessoas que perderam horas e até anos de trabalho por não fazerem backup regular) e utilizam diversas ferramentas, como o Cobian Backup, o RSync, o próprio Windows Explorer (simples, mas funciona - às vezes), o TeraCopy, o Time Machine entre outros.

Assim como eles, eu também preciso fazer backup de vez em quando e uso há muito tempo uma ferramenta gratuita disponibilizada pela Microsoft, o Robocopy. Neste artigo eu vou apresentar essa ferramenta e disponibilizar os comandos que já me economizaram muitas horas!


Robocopy:

O Robocopy (Robust File Copy) é uma ferramenta de linha de comando gratuita, incluída no pacote de ferramentas Resource Kit do Windows Server 2003, disponível para download no site da Microsoft. Ele permite copiar diretórios e subdiretórios com mais segurança, de maneira mais rápida e prática.

Não é esse, mas é tão violento quanto!

A versão que eu utilizo é a XP010 e atualmente ele pode ser encontrado no Windows Vista na versão XP027. Mas afinal, o que esse tal de Robocopy tem que o xcopy não tem? O Manual é bem detalhado e acompanha o kit, mas eu posso resumir o que eu mais uso:
  • Grava log da cópia;
  • Exibe na tela o progresso;
  • Se já existir um arquivo igual, ignora a cópia;
  • Copia arquivos que possuem nomes/nomes de subdiretórios muito extensos e não podem ser copiados pelo Windows Explorer;
  • Copia os diretórios e subdiretórios;
  • Funciona em batch, portanto requer mínima interação humana;
  • Não precisa ser instalado no micro, pode simplesmente ser copiado para uma pasta;
  • Pode ser usado juntamente com o Agendador de Tarefas do Windows.
E tudo isso pode ser feito com uma linha de comando. Para quem gosta de interfaces gráficas, foi desenvolvido uma GUI para o robocopy - eu particularmente prefiro a linha de comando.


Scripts:

Para facilitar a operação, eu criei alguns scripts com os parâmetros do Robocopy para cada operação. Normalmente, levo comigo no pendrive uma pasta com os seguintes arquivos:
  • copyx.bat: arquivo batch contendo o comando para copiar diretórios;
  • movex.bat: arquivo batch contendo o comando para mover diretórios;
  • robocopy.doc: a documentação completa da ferramenta (em inglês - para qualquer eventual dúvida);
  • robocopy.exe: arquivo executável do Robocopy.
  • syncx.bat: arquivo batch contendo o comando para espelhar diretórios.
Abaixo segue o conteúdo dos scripts:

  • copyx.bat (copia diretórios, sobrescreve arquivos - caso já existam e tenham o mesmo nome - e, se houver diretórios/arquivos extras no destino, preserva):

robocopy %1 %2 /E /ZB /COPY:DAT /R:0 /W:0 /V /ETA /LOG:copyx.log /TEE

  • movex.bat (copia diretórios, deleta os originais após a cópia, sobrescreve arquivos - caso já existam e tenham o mesmo nome - e, se houver diretórios/arquivos extras no destino, preserva):

robocopy %1 %2 /E /ZB /MOVE /R:0 /W:0 /V /ETA /LOG:movex.log /TEE

  • syncx.bat (copia diretórios, sobrescreve arquivos - caso já existam e tenham o mesmo nome - e deleta qualquer arquivo/diretório extra que houver no destino):

robocopy %1 %2 /E /MIR /ZB /COPY:DAT /R:0 /W:0 /V /ETA /LOG:syncx.log /TEE

Esses parâmetros eu usei do artigo publicado pelo Analista de Suporte Paulo Sant'anna e aqui cabe um alerta:

NÃO ME RESPONSABILIZO PELO USO INDEVIDO DOS SCRIPTS!

Cuidado ao usarem os parâmetros, pois qualquer um deles pode sobrescrever arquivos/diretórios (no caso do syncx, como ele faz mirroring, pode deletar diretórios inteiros também!). Abaixo segue uma breve descrição dos parâmetros usados pelos scripts - recomendo ler o manual do robocopy antes do uso para adequá-los às suas necessidades:
  • /E - Copia todos os subdiretórios (incluindo os vazios);
  • /ZB - Tenta copiar os arquivos no modo restartable, porem se ocorrer falha com o erro "Accesso Negado", muda automaticamente para o modo Backup;
  • /COPY:DATO - Copia as seguintes informacoes do arquivos [D - Dados; A - Atributos; T - Timestamps; O - Proprietário] - No meu caso eu não copio as permissões dos arquivos, mas podem ser copiadas, se necessário;
  • /MOVE - Move os arquivos e diretórios (ou seja, deleta os arquivos e diretórios originais depois de copiados);
  • /MIR - Espelha todo um diretorio;
  • /R:0 - Especifica o numero de tentativas ao falhar a primeira copia;
  • /w:0 - Especifica o tempo de espera entre as tentativas;
  • /V - Produz saída textual (incluindo arquivos ignorados);
  • /ETA - Mostra o tempo estimado para completar a cópia dos arquivos;
  • /LOG:arquivo.log - Redireciona a saída para o arquivo de log especificado, sobrescrevendo o mesmo se já existir;
    /TEE - Mostra saída na janela do console, e adicionalmente direciona a mesma para o arquivo de log especificado no /LOG ou /LOG+.


Procedimento:

A utilização dos scripts é simples. Se quiser copiar diretórios, use o copyx. Se quiser mover diretórios, use o movex. O syncx espelha o diretório de origem no diretório de destino. Veja abaixo um exemplo de funcionamento para backup da pasta de perfil de um usuário:

Aqui, iremos copiar a pasta “C:\Documents and Settings\Marcus” para a pasta “C:\Backup”. Obs.: Recomendo que a pasta de destino já esteja criada antes de iniciar a cópia.

1) No prompt de comando, entre na pasta onde encontra-se o robocopy e o batch (Ex.: Se caso estiver em um pen drive, J:\Robocopy\).

2) Digite: copyx "C:\Documents and Settings\Marcus" "C:\Backup Marcus" e aperte enter;



3) O robocopy irá copiar os arquivos, exibir um progresso na tela do prompt, gravar um arquivo de log na pasta do robocopy com o nome copyx.log e exibir um resumo ao final da operação, conforme a tela abaixo;



4) Pronto, o backup foi realizado e você tem um log dos arquivos copiados.


Conclusão:

Já utilizei várias vezes o Robocopy e funcionou perfeitamente em todas, e a sua principal vantagem é a simplicidade de uso, aliada à rapizez e segurança. Lembra muito a ferramenta do Linux RSync.

Observações:
  • O backup também pode ser realizado na rede, mas é recomendável mapear a pasta de destino no micro que está executando a operação para facilitar o trabalho;
  • É recomendável verificar se as permissões dos usuários estão corretas ao final da operação. Pode ser necessário definir na pasta de destino a permissão de acesso ao usuário novamente.

Fontes:

07 abril, 2010

Windows Update - Falha ao instalar o KB892130 (Windows XP)

Ao acessar o Windows Update pela primeira vez, é necessário instalar dois patches antes dos demais. Um deles é o KB892130, que é um controle ActiveX chamado de Ferramenta de Validação de Vantagens do Windows Original. Algumas vezes o WU não consegue prosseguir a instalação dos outros updates devido uma falha na instalação desse patch, principalmente se vc estiver em uma rede com Proxy, e retorna o erro 0x8024401B.


Abaixo segue uma maneira de instalar o KB892130 e prosseguir com a instalação dos patches restantes:

Procedimento:


1) Acesse o Centro de download Microsoft;

2) Procure por qualquer atualização que tenha essa estrelinha do lado (pode ser qualquer uma, independente do SO):

3) Clique nela e na página que abrir, procure pelo botão abaixo e clique nele:

4) Depois basta prosseguir a instalação, que dependerá do navegador utilizado. Se for Internet Explorer, o ActiveX solicitará para clicar na barra amarela que vai aparecer no topo da página e permitir a instalação. No caso de outros navegadores, como o Firefox, instale o plugin, baixe e execute o GenunineCheck e prossiga com os passos de instalação.

5) Depois de finalizada a instalação, irá aparecer a tela abaixo. Pronto! o KB892130 foi instalado e você pode continuar a instalação dos demais patches.

03 abril, 2010

Canivete Guepardo Survival Multifunção - Pronto para Aventuras!

Podem me chamar de comprador compulsivo, mas quando eu vi o artigo do Tool Logic SL3, postado no Efetividade.net, logo procurei algum lugar para comprá-lo, muito embora dificilmente fosse usar todas as funções que o mesmo dispõe. A minha empolgação só foi menor que o meu desânimo ao ver o seu preço, tendo em vista que é um produto importado e meio difícil de ser encontrado no mercado nacional.

Pouco tempo depois, ao visitar alguns sites especializados em produtos para camping, achei um primo do Tool Logic à venda no Brasil. Trata-se do Canivete Guepardo Survival Multifunção, que, diga-se de passagem, é uma cópia feita na cara-dura do seu original!

Canivete Guepardo Survival Multifuncão (Fonte: Guepardo)

Não foi difícil encontrar um para vender em uma loja local, e na internet também encontra-se facilmente desde Junho de 2009. Essa versão nacional do SL3 não herda o renome da marca, mas a qualidade não deixa nada a desejar em relação ao custo/benefício!

Vem com uma pedra faísca! (Fonte: Guepardo)

O Survival realmente é uma excelente ferramenta para uso em ambientes hostis, pois abrange alguns princípios de sobrevivência, como mostrado por Giuliano Toniolo (vejam mais informações no artigo sobre Bushcraft), como segue abaixo:
  • Fogo: Possui uma pedra faísca;
  • Sinalização: No cabo do canivete tem um apito de emergência e a lanterna led também pode servir para sinalização à noite;
  • Navegação: Tem uma mini bússola no cordão.
Quem está familiarizado com equipamentos para sobrevivência, sabe que não é fácil encontrar tantos recursos em uma única ferramenta a um preço acessível. E ainda possui outras vantagens:
  • A lâmina é em aço 440 e corpo em alumínio 6063, bem resistente e com tinta preta opaca, semelhante às usadas em equipamentos táticos;
  • Lanterna com led bem forte (eu já usei e ela ilumina bem!);
  • Clip para usar no cinto;
  • Lâmina resistente e afiada, com trava de segurança manual para não escorregar;
  • Leve e prático: pesa 126 g e suas dimensões são 11,5 cm (Fechado) e 20,5 cm (Aberto).

O Led é bem potente! (Fonte: Guepardo)

Apesar de todo o esmero na fabricação desse canivete, ressalto alguns detalhes que não puderam passar despercebidos:
  • O canivete vem com um cordão para usar no pulso - o detalhe é que seria uma excelente idéia se tivessem usado uma corda mais robusta para tal! O cordão que acompanha é muito frágil, é bom para usar em celular, em câmera digital, mas não para usar no canivete do Rambo!
  • O mesmo vale para a bússola. Ela ficava presa por uma correntinha no cordão, mas foi a primeira que quebrou e caiu, quase que eu perco. Seria bom se ficasse fixa no cabo do canivete.

Reparem no cordão e na bússola (Fonte: Guepardo)

Claro que isso não afeta em nada a qualidade do produto. Após 3 tentativas, eu resolvi o problema fazendo um lanyard para o pulso que permite levar uma bússola e 4 metros de corda. Logo abaixo, vejam a 1a. versão - a que ficou mais bonita na minha opinião, porém é exclusivamente decorativa, pois não permite levar a bússola.

Survival Lanyard 1a. versão: Um lanyard com nó exclusivamente decorativo (Round Sinnet)

Embora eu goste de simplicidade, havia perdido a vantagem da bússola e, sem ela, o canivete não é a mesma coisa... Então eu fiz a 2a. versão, com uma bússola de um chaveiro que eu tinha (fácil de encontrar - são os que acompanham um mosquetão) e aumentei a quantidade de corda que poderia levar para aprox. 2m.

Survival Lanyard 2a. versão: Agora com bússola (Solomon Bar)

Ficou legal, mas 2m de corda não é muita coisa. Resolvido na 3a. versão, utilizando o mesmo nó da versão anterior, foi possível incluir 4m de uma corda mais fina, compactados em aprox. 12 cm (quase o mesmo tamanho do cabo do canivete), e com a bússola. Acho que agora ficou bom!

Survival Lanyard 3a. versão: Consegui fixar a bússola e mais 4m de corda (Solomon Bar)


Depois dessas pequenas adaptações, ficou uma ferramente bem mais completa, abrangendo quase todos os princípios de sobrevivência, vejamos:
  • Fogo: A pedra faísca;
  • Sinalização: Apito de emergência + Mini Lanterna;
  • Navegação: Mini Bússola;
  • Abrigo: 4 metros de corda, útil para amarrar folhagens e improvisar abrigos.
Concluindo, quem estiver procurando uma excelente ferramenta para aventuras e trilhas, ficará muito bem equipado com um canivete multifuncional que realmente merece o título de equipamento de sobrevivência (e com um dos melhores custo/benefício do mercado).

15 março, 2010

Trend Micro OfficeScan 10 Client - Como desinstalar manualmente

Às vezes a desinstalação automática do OfficeScan não funciona e precisamos botar a mão na massa para eliminar o dito cujo do computador. Aqui segue um link mostrando como desinstalar manualmente o OfficeScan 10.

Esse procedimento funcionou comigo!

Fonte: Uninstalling the OfficeScan 10 Client.

01 março, 2010

Firefox não executa Java (Mandriva 2010)

Desde que instalei o Mandriva 2010 no meu netbook, não estava conseguindo executar páginas com Java no Firefox. Depois de muitas tentativas mal-sucedidas, consegui resolver com alguns poucos comandos, tendo o seguinte cenário:
  • Mandriva 2010 Free instalado;
  • Mozilla Firefox 3.5.3 instalado
  • JRE Version 6 Update 17 instalado;
  • Ao digitar about:plugins no Firefox, não aparecia o Java.

O resumo da ópera é o que bastou criar um link simbólico assim:
cd /usr/lib/mozilla/plugins
ln -s /usr/java/jre1.6.0_17/plugin/i386/ns7/libjavaplugin_oji.so
Pronto! Reiniciei o firefox e funcionou.

Fonte: Mistura pra vê no que dá

23 fevereiro, 2010

BeFunky - Transforme suas fotos em cartoons!

Conheçam um serviço online que permite entre diversos outros efeitos, transformar fotos em cartoons fácil, fácil: o BeFunky.

É grátis, embora precise registrar no site. O acesso livre libera apenas alguns efeitos para usar em uma das fotos da galeria do BeFunky ou em fotos enviadas. Se quiser usar os efeitos Plus, é necessário pagar...

O BeFunky também permite ainda integração com Flickr, Facebook e outros (eu testei apenas o Flickr). Confiram uma aplicação do efeito Cartoonizer no cartão postal de Belém do Pará, o Ver-o-Peso:

Ver-o-Peso versão cartoon! (Fonte: Wikipedia)

Fonte: Andafter.org

20 fevereiro, 2010

DIY - Nó da Cobra [Snake Knot]

Parece que a natureza realmente inspira novas invenções... Eu apresentei anteriormente aqui o Monkey's Fist e agora apresento o Nó da Cobra! Assim como o animal que o nomeia, esse nó se impõe com um estilo bem agressivo! O Nó da Cobra é um nó decorativo muito bonito que lembra a camuflagem de uma cobra, a textura e até sua dinâmica.

O Nó da Cobra em uma Mini Maglite

Não sei muito sobre esse nó, sei apenas que suas origens são chinesas, se eu encontrar mais informações, atualizarei aqui. Abaixo segue um vídeo ensinando como confeccioná-lo, disponibilizado no Canal do TIAT (que possui diversos outros vídeos de nós), observem que até mesmo ao dobrar o nó ele se assemelha ao movimento de uma cobra (esses chineses...).


O chaveiro da primeira imagem foi feito utilizando o Nó da Cobra e dois nós terminais. Escolhi cores que lembrassem uma camuflagem de cobra para ficar mais parecido. Na minha opinião o uso de duas cores facilita a percepção da imagem e a associação ao animal.

Close do Nó da Cobra

O Stormdrane já havia feito um tutorial e disponibilizado no Instructables, mas eu acho que fica melhor de compreender a sua confecção assistindo ao vídeo. Abaixo eu escolhi alguns dos trabalhos dele que achei mais bonitos:





E o melhor eu guardei para o final:


Ao ver essa implementação do Nó da Cobra, eu lembrei logo da minha Faca Pantanal, da Tramontina. Ela é bem grande e robusta e esse nó ficaria perfeito para usar nela, então...

Snake Knot Doubled na Faca Tramontina Pantanal e Snake Knot na Tramontina Fish

 
Snake Knot Doubled na Faca Tramontina Pantanal e Snake Knot na Tramontina Fish

E é isso aí! Mais um nó para a coleção e em breve muitos outros!

18 fevereiro, 2010

Odf-Converter-Integrator - Conversor Ninja de Office 2007 / OpenOffice

Faz um bom tempo desde que adotei o OpenOffice.org / BrOffice.org como minha suite de produtividade e sempre eles cumpriram bem o seu papel, mas com o advento do Microsoft Office 2007 e seus famigerados .docx, .xlsx, .pptx, vez ou outra eu recebo esses arquivos. O problema é que nem o OpenOffice e nem o BrOffice abrem esses arquivos por padrão! Update: Baixem as versões mais recentes do LibreOffice para suporte nativo ao arquivos do Office 2007/2010

Busquei várias vezes na internet por algum tipo de conversor, mas os que encontrei ainda não estavam amadurecidos o suficiente. Recentemente, um me chamou a atenção, sendo recomendado por vários sites especializados, como o Dicas-L e o Linux no PC: o Odf-Converter-Integrator

Produzido pelo OpenOffice.org Ninja (que nome bacana!), esse conversor é o que faz o serviço com melhor qualidade, segundo o próprio autor.

Odf-Converter-Integrator é Ninja! (Fonte: OpenOffice.org Ninja)

Características:
  • Funciona no Windows e no Linux (Mandriva, Suse, Ubuntu etc);
  • Permite conversão integrada ou através de linha de comando (ou janela, no windows);
  • É pequeno (aprox. 3 MB para Windows ou 7 MB para Linux);
  • No Windows, requer o .Net Framework 2.0 ou superior.

Como ele é relativamente recente (a primeira versão foi em Dezembro/2008, a última, em Junho/2009) vou acompanhar sua evolução e estabilidade. Qualquer novidade, eu atualizo aqui!

Instalação Automatizada - Switches de Instaladores

Esse post aqui é apenas uma dica rápida de uma lista de switches para instalação automatizada / instalação silenciosa / silent install / Unattended Install etc. de alguns dos mais populares Instaladores usados para programs Windows-Like:

Unattended, A Windows deployment system

Pode até parecer besteira ter tanto trabalho para testar um método de instalação mais rápido, tendo em vista que os Installers por si só já são bem fáceis de operar. Porém, quem trabalha direto com Suporte, tente responder quantas vezes teve de instalar um algum programa? Agora imagine que existisse um método mais rápido de instalação, um script que fizesse automaticamente algo simples, como instalar um descompactador, já não seria um ganho e tanto?

Ainda bem que no mundo do software existe algo simples assim - são os switches do link acima. Não são os únicos, mas já fazem muitas coisas. Pena que no mundo real ainda não exista um robozinho que faça coisas bem simples, como ligar uma tomada, por exemplo...

Se existisse mesmo, eu já teria comprado! (Fonte: Wikipedia)

Esses switches combinados com o Mars Installer já conseguem fazer muitas coisas!

17 fevereiro, 2010

DIY - Nó Monkey's Fist

Inaugurando a série de posts sobre nós, escolhi iniciar com um nó bastante peculiar, o Monkey's Fist / Monkey Paw.

Monkey's Fist (Fonte: Wikipedia)

O Monkey's Fist é um tipo de nó muito interessante e popular, pois pode ser tanto utilitário quanto decorativo. É um nó terminal, confeccionado ao redor de um objeto, que pode ser uma esfera, um pedaço de madeira, de couro etc. Originalmente era usado para facilitar o arremesso de uma corda, tendo diversas aplicações, como na marinha; no alpinismo; como arma para briga de rua e, mais recentemente, como chaveiro e marca-páginas.

Um Chaveiro com um Monkey's Fist

Como pode-se perceber, o Monkey's Fist (Punho de Macaco em inglês) recebeu o seu nome devido parecer com uma mão fechada e ao fato de conter um peso em seu interior (No chaveiro acima, eu usei uma peteca de metal). Esse nó também pode ser facilmente combinado a outros nós (Ainda no exemplo acima, foi combinado com um Round Sinnet e com um Lanyard para dar um acabamento melhor, retirado do blog do Stormdrane).

O vídeo abaixo mostra um tutorial de como fazer esse nó. Foi publicado no Canal do Stormdrane no Youtube e ele utilizou uma corda mais grossa para facilitar a visualização na confecção do nó.


Dicas:
  • A etapa mais difícil da confecção desse nó é no final, quando temos que apertar. A sugestão do Stormdrane é ir seguindo o fluxo da corda, assim como no vídeo e apertar aos poucos. Comigo funcionou muito bem;
  • Um outro método para apertar o nó é, ao finalizar, molhar a área do punho com água fria e esquentar de modo que a água evapore rapidamente - Segundo o autor, isso fará com que a corda fique muito apertada e o punho bem justo (Não testei isso...);
  • O número de voltas usada no punho dependerá do tamanho da esfera colocada em seu núcleo - lembre-se que o nó será apertado ao final.

13 fevereiro, 2010

Instalação do Painel Frontal USB/Áudio

De vez em quando eu preciso instalar uma nova placa-mãe e algo que é meio difícil de lembrar é a pinagem correta do Painel Frontal USB/Áudio do gabinete.


Uma pinagem mal feita pode danificar a placa-mãe ou o pen drive que nela for conectado. Aqui fica a dica de conexão que eu encontrei nesse blog para pinagem da USB Frontal e Áudio Frontal.

Fonte alternativa: Baboo - Aprenda a Instalar o Painel Frontal do seu Gabinete ( USB e Áudio )

Instalação Automatizada - Customizando o Microsoft Office 2003 SP3

Continuando a série de posts sobre o Office, segue um tutorial para customizar a instalação do Office 2003, permitindo inclusive uma instalação silenciosa. Para isso, será necessário utilizar uma ferramenta disponibilizada pela Microsoft, o Office 2003 Editions Resource Kit Tools.



Requisitos:

Procedimento:

1) Execute o ORK e instale o resource kit (padrão Next-Next-Finish);

2) O ORK instala diversos programas de customização do Office 2003, o que nos interessa no momento é o Custom Installation Wizard, ao executá-lo será exibido um Wizard, conforme a tela abaixo. Pressione Next.


3) Informe ao Wizard onde está o Office 2003 (por exemplo: d:\Office2003\Admin);


4) Agora informe onde ficará o MST que será gerado ao final do Wizard. O MST é o arquivo que guarda as customizações da instalação (ex.: D:\Office2003\Admin\Office2003.MST);


5) Na tela seguinte o Wizard solicita confirmação se deve salvar as modificações no MST informado anteriormente.


6) Agora começa a customização. Informe em qual pasta deseja instalar o Office 2003 e o nome da empresa (por padrão, o Office 2003 é instalado na pasta \Microsoft Office);


7) Informe se deseja remover as versões anteriores do Office ou manter algum;


8) Selecione quais programas deseja instalar do Office;


9) Se desejar, pode inserir a chave de instalação do Office 2003 para que já fique automaticamente definida;


10) Essas configurações são as básicas para uma instalação silenciosa. Pode clicar em Finish para o Wizard gerar o arquivo MST. Na tela final, o Wizard informa o comando para instalação do Office 2003 com as customizações (O Wizard informa que é setup.exe, mas no Office 2003 em português é instalar.exe, assim: instalar.exe TRANSFORMS=D:\Office2003\Admin\Office2003.MST /qb-). Basta digitar esse comando que o Office instalará sem intervenção.


11) Essa linha de comando pode ser inserida no arquivo autorun.inf, que é criado depois da instalação administrativa, para que a instalação inicie ao inserir o cd no drive. Uma excelente fonte de informações sobre o Office 2003 é o livro Microsoft Office 2003 Editions Resource Kit (Pro-Resource Kit).

Qualquer dúvida, poste um comentário.

Fonte: Laboratoire Microsoft - Installation Personnalisée d’Office 2003

Instalação Automatizada - Slipstreaming Microsoft Office 2003 SP3


Seguindo o mesmo princípio do post anterior, segue um tutorial para fazer um slipstream no Office 2003 para o SP3.

Requisitos:

Procedimento:

1) Crie uma pasta Office2003 (Ex.: D:\Office2003);

2) Crie 2 subpastas: Admin (Ex.: D:\Office2003\Admin) e SP3 (Ex.: D:\Office2003\SP3);

3) Descompacte o arquivo office2003sp3-kb923618-fullfile-ptb.exe para a pasta SP3, digitando no Executar c:\downloads\office2003sp3-kb923618-fullfile-ptb.exe /t:d:\Office2003\SP3 /c (onde c:\downloads é a pasta que contém o SP3 do office 2003);

4) Agora será necessário criar uma instalação administrativa do Office 2003. Coloque o CD do Office 2003 e digite no Executar e:\instalar.exe /a (onde e: é a unidade de CD-Rom);



5) A instalação administrativa inicia e pode-se seguir as imagens abaixo:

 

 


6) Agora, basta integrar o SP3. No Executar, digite:

  • msiexec /a D:\Office2003\Admin\PRO11.msi /p D:\Office2003\SP3\MAINSP3.msp shortfilenames=true /qb
  • msiexec /a D:\Office2003\Admin\OWC11.msi /p D:\Office2003\SP3\OWC11SP3.msp shortfilenames=true /qb

7) Após a conclusão, a janela fechará automaticamente.


Pronto! A pasta Admin agora contém um Office 2003 com SP3, pode excluir a SP3.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...